quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

O Homem e a Religião



Olá a todos! Esta semana coube me a mim , Sofia, partilhar com o nosso estimado público mais um artigo relacionado com o trabalho que estamos a desenvolver e em particular sobre a minha área de investigação neste projecto: a religião.

O medo do desconhecido e a necessidade de dar sentido ao mundo que o cerca levaram o homem a fundar diversos sistemas de Crenças, Cerimónias e Cultos - muitas vezes centrados na figura de um ente supremo - que o ajudam a compreender o significado último da sua própria natureza.
Mitos, Superstições ou Ritos Mágicos que as sociedades primitivas teceram em torno de uma existência sobrenatural, inatingível pela razão, equivaleram à crença num ser superior e ao desejo de comunhão com ele, nas primeiras formas de religião.

Religião (do latim religio, cognato de religare, "ligar", "apertar", "atar", com referência a laços que unam o homem à divindade) é como o conjunto de relações teóricas e práticas estabelecidas entre os homens e uma potência superior, à qual se rende culto, individual ou colectivo, pelo seu carácter divino e sagrado. Assim, religião constitui um corpo organizado de crenças que ultrapassam a realidade da ordem natural e que tem por objecto o sagrado ou sobrenatural, sobre o qual elabora sentimentos, pensamentos e acções.
Esta definição abrange tanto as religiões dos povos ditos primitivos quanto as formas mais complexas de organização dos vários sistemas religiosos, embora variem muito os conceitos sobre o conteúdo e a natureza da experiência religiosa.

À medida que o homem passou a organizar a sua existência numa base racional, a multiplicidade de poderes divinos e sobre-humanos do primitivo animismo não conseguiu satisfazer a necessidade de estabelecer uma relação coerente com as múltiplas forças espirituais que povoavam o universo. Surgiram assim as religiões politeístas, panteístas, deístas e monoteístas, expressões das condições sociais e culturais de cada época e das características dos povos em que surgiram.

Desde os finais do século XIX, e em particular desde a segunda metade do século XX, o papel da religião, bem como seu número de aderentes tem vindo a sofrer grandes alterações.
Actualmente o Islão é a religião que mais cresce em número de adeptos, que não se circunscrevem ao mundo árabe, mas também ao sudeste asiático, e a comunidades na Europa e no continente americano.

Com os cumprimentos do grupo*
Sofia Costa


7 comentários:

Filipa Ferreira disse...

olah shiaaaa...mt bom o artigo...continua assim...bjuh gand Filipa

Ana Filipa disse...

Mais um excelente artigo, desta vez redigido pela minha colega e amiga Sofia! Um tema muito interessante...a religião! Assim temos que continuar, a trabalhar e conseguir um bom produto final. Beijos para a Sofia, e para os restantes elementos do grupo*****

Anónimo disse...

Sofia...

Devo confessar que a religião foi sempre um tema que me despertou um certo interesse por ser uma das vertentes que mais evolui e sofreu grandes alterações ao longo dos tempos!

Como é que eu poderia deixar de gostar deste artigo...

O mundo da religião é muito complexo e vasto e surge sempre associado ao homem e às diferentes épocas por que este já passou!

Actualmente a religião ainda se encontra em constante renovação e existem múltiplas formas para a sua manifestação.

Felicito-te pelo modo como seleccionas-te e tratás-te a informação, pois num tema tão vasto não é fácil escolher sobre o que falar.
Ainda assim acho que superas-te esse obstáculo!

Aproveito também para dizer que o método de trabalho que utilizaram neste segundo período para publicar os vossos artigos é muito mais eficaz, diverso e interessante! Estou muito orgulhoso destas meninas que continuam a surpreender-me pela positiva...

Com os melhores comprimentos:

Pedro Teixeira

Anónimo disse...

Excelente Shia!!! Gostei muito da forma como organizaste a informação sobre este tema..... foi fruto de muito trabalho e dedicação!!!
O esforço será recompensado!!!!
=D ***********

Sílvia

Daniela Correia disse...

Olá!

Estou na universidade à um ano e devo dizer que as minhas aulas de ap n eram nada assim!
Nós trabalhamos só no 3º periodo pk nos restantes a nossa professora não nos sobe ajudar nem sobe definir o conceito de area projecto...

Estou mt contente por ver que as coisas mudaram!

Artigos mt interessantes eu li por aqui!

bOa sorTe*

Juliana disse...

Shia o teu artigo está muito bom* =) beijinho

ilca disse...

gostei o texto,as não consigo entender o que é o homem para as religiões.