segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Consequências da evolução


Ola pessoal!!

Esta semana vou falar de um assunto um pouco diferente do que a minha colega Sílvia escreveu na semana passada, mas que não deixa de afectar a nossa sociedade...

Na Pré-História ocorreram acontecimentos que levaram os povos nómadas a tornarem-se sedentários, acontecimentos como a agricultura, caça, o domínio do fogo,fizeram com que esses povos tivessem melhores condições de vida e começassem a viver em sociedade.
Revoluções como a Industrial e Tecnológica levaram a muitas descobertas que melhoraram ainda mais a vida em sociedade e que hoje em dia contribuem para uma vida demasiado sedentária,pois as pessoas já não se precisam de deslocar para fazerem certas tarefas diárias,podem encomendar a comida,andam de carro,não fazem desportos e até se perdem os hábitos sociais de sair com os amigos.
Esta sedentarização leva a muitos problemas nas populações urbanas. Vou exemplificar alguns desses problemas.
  • Transportes e trânsito- Engarrafamentos, lentidão, nervosismo, cansaço, são as consequências diárias do trânsito caótico que a maioria das cidades alcançou.
  • Poluição- Tanto a poluição atmosférica como a poluição sonora são dois terríveis problemas que as cidades da actualidade têm de enfrentar. As chaminés de algumas fábricas, os escapes de imensos veículos e outras tantas fontes poluentes, tornam a atmosfera urbana, muitas vezes, irrespirável. Além destas formas de poluição, convém igualmente não esquecer os lixos urbanos e os esgotos que, frequentemente, poluem os cursos de água.

  • Problemas sociais- Uma das razões do elevado crescimento urbano é a atracção que as cidades provocam nas populações de áreas rurais. Contudo as cidades não conseguem acomodar nem empregar todas essas pessoas que procuram na cidade a "ilusão" duma vida melhor. Forçados a sobreviverem e algumas vezes sem mais nenhum local para irem, surgem então os bairros de lata, sem condições, o desemprego, a carência de habitação, a promiscuidade, os assaltos, a droga, a prostituição, a delinquência juvenil, o alcoolismo, a desagregação familiar... Estes problemas afectam sobretudo certas minorias (étnicas, raciais e culturais) que ficam em situação de exclusão social e levam algumas vezes a casos de racismo e xenofobia.
  • Infra-estrutura- Com o crescente aumento das populações urbanas, as infra-estruturas construídas rapidamente ficam ultrapassadas e sem meios de satisfazer as necessidades urbanas. Consideram-se nestas infra-estruturas as redes de abastecimento de água e electricidade, as redes de escoamento de águas (esgotos), os cabos de comunicações, e até a dimensão das vias de comunicação (estradas). A maior parte destas estruturas foi feita para servirem um determinado número de habitantes que, rapidamente é ultrapassado. Deste modo, surgem com alguma frequência cortes de electricidade, falta de pressão nos canos de água, dificuldades em fazer chamadas telefónicas, e canos de esgoto que rompem, pois não aguentam a pressão elevada de água que neles circula. Como consequência, assiste-se cada vez mais a obras de beneficiação destas infra-estruturas, de modo a que estas funcionem correctamente, para um número de habitantes citadinos cada vez mais elevado.
  • Espaços verdes- O crescimento das cidades leva à destruição de vegetação para poder haver espaço para a construção de variados edifícios e vias de comunicação. Como tal, começam a existir cada vez menos espaços verde nas cidades e, eles, são um bem muito precioso, pois além de ajudarem a renovar e purificar o ar, são igualmente áreas de descanso e lazer.
  • Doenças- As situações de nervosismo e ansiedade que se vivem no trânsito das cidades (principalmente em horas de ponta), levam imensas vezes a situações de saturação e de stress. Isto pode ser o suficiente para originar outro tipo de doenças. A vida demasiado agitada também provoca, inúmeras vezes, a falta de tempo para preparar refeições adequadas, ou mesmo para saborear e digerir convenientemente as refeições.A má alimentação, o pouco exercício físico e a saturação, o stress e ansiedade, podem ser as causas mais prováveis de doenças cardiovasculares, obesidade, esgotamentos. Algumas formas de poluição, como a atmosférica e a sonora, também podem conduzir a doenças respiratórias (como a asma) e a perturbações psíquicas.

Como podem ver estes problemas não são muito agradáveis para a nossa vivência nesta sociedade... Teremos que ter cuidados quanto a estes problemas,à nossa sedentarização em demasia e tentarmos resolvê-los para que um dia possamos viver saudavelmente...

Deixo-vos a pensar...


Com os meus cumprimentos


Filipa

11 comentários:

Sílvia disse...

olá fi!!!! Esta semana foi a tua vez e deixa-me dizer que gostei muito da forma como seleccionaste e trataste a informação.... é um tema muito falado na actualidade e lidaste muito bem com ele!!!
continua a empenhar-te...

Bjs gands ****** =P

Anónimo disse...

OLa Filipa.. após tanto esforço aqui está o teu artigo. ahah ;) 5*! Beijinho...(Lipa)

Sofia disse...

Parabéns Filipa pelo teu excelente trabalho! Tenho a certeza de que o teu esforço e empenho irá ser reconhecido, por isso, continua a trabalhar e atingirás os teus objectivos!

beijinho

Anónimo disse...

gostei muito deste artigo* bj

Anónimo disse...

Olá Filipa!

O teu artigo é muito interessante e é sem dúvida um dos assuntos que se encontra na ordem do dia. É muito importante que as pessoas tomem consciência dos problemas que as rodeiam e que tentem ao máximo evitá-los!

Acho muito oportuno da tua parte que, associado à evolução, descrevas os problemas que têm surgido nos últimos anos e o quão é imprescindivel reflectir acerca deles! Por isso estás de parabéns... estão todas!

O vosso trabalho é formidável!

Com estas palavras me despeço:

Pedro Teixeira

Anónimo disse...

Filipa o teu artigo está brutal!

ps. Tens uns olhos muito giros*

Juliana disse...

Olá Pekenina* O teu artigo está muito interessante. beijinho

Anónimo disse...

Isso tudo é a realidade que temos de enfrentar todos os dias kkkkk
Mas além de tudo temos o dever de
sabermos li dar com esses "problemas"rotineiros.

Anónimo disse...

achei que o texto esta va bom safasteme a vida

Anónimo disse...

achei que o texto esta va bom safasteme a vida

Anónimo disse...

achei que o texto esta va bom safasteme a vida